EFEIstambul

O Banco Central da Turquia interveio pela segunda vez esta semana no mercado de divisas através de vendas para mudar o valor da cotação e travar a queda da lira, que este ano já desceu 40%.

"O Banco Central da República da Turquia interveio diretamente no mercado através da venda de transações devido a formações de preços não saudáveis nas taxas de câmbio", anunciou o banco em comunicado.

Às 10:30 GMT, minutos depois do anúncio, a lira tinha recuperado 1,1% face ao euro e dólar, encontrando-se a 15,5 unidades de lira por euro e 13,7 por dólar.

O Banco tem tentado nos últimos anos estabilizar a lira através de modificações das normas sobre reservas bancárias e acordos de intercâmbio (swap), mas sem muito sucesso.

Os economistas consideram que a principal causa da inflação e com isso, da perda de valor da lira, é a política de redução das taxas de juro, exigida insistentemente pelo presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, que voltou esta quinta-feira a repetir esta exigência.

O Banco Central interveio na passada terça-feira no mercado de divisas e a lira recuperou 3% do seu valor, mas a moeda voltou a cair depois de um discurso de Erdogan em que enfatizou o corte das taxas de juro.

Os juros estão atualmente em 15%, enquanto a inflação homóloga encontra-se em 21,31%.

A moeda turca acumula este ano uma perda próxima a 45%, com uma tendência decrescente que se tem acelerado nas últimas quatro semanas, pois só em novembro caiu quase 30%.