EFEWashington

O Banco Mundial anunciou hoje a aprovação de um pacote financeiro de emergência de 1.900 milhões de dólares para ajudar os seus países membros a enfrentar os efeitos da pandemia COVID-19 através de uma janela de desembolso rápido.

O país que mais vai beneficiar desta primeira remessa de assistência financeira é a Índia, que irá receber mil milhões de dólares, enquanto na América Latina e nas Caraíbas as nações que terão acesso a este financiamento são a Argentina, com 35 milhões de dólares, bem como o Equador, o Haiti e o Paraguai, cada um com 20 milhões de dólares.

Segundo um comunicado emitido pelo Banco Mundial, o seu Conselho de Administração Executivo aprovou este primeiro pacote financeiro de resposta rápida ao novo coronavírus que beneficia um total de 25 países, mas vão ser aprovadas outras operações para que o grupo chegue a mais de 40 nações.

Além disso, o Banco Mundial está a trabalhar em todo o mundo para redistribuir recursos a projetos existentes financiados pela instituição financeira no valor de 1.700 milhões de dólares, afirmou o organismo.

O Banco Mundial assegurou que está preparado para destinar até 160.000 milhões de dólares nos próximos 15 meses para apoiar medidas de combate à COVID-19, para além de ajudar os países a responder às consequências de saúde imediatas da pandemia e a reforçar a sua recuperação económica.