EFEFrankfurt (Alemanha)

O Banco Central Europeu (BCE) prevê redesenhar as notas de euro com a colaboração dos cidadãos europeus, um processo que previsivelmente dará lugar à adoção de uma decisão final em 2024.

O BCE informou esta segunda-feira que "o processo de redesenho começará com a criação de grupos de discussão, cujo objetivo será reunir as opiniões de cidadãos de toda a Zona Euro a respeito de possíveis temas para as futuras notas".

"Depois, um grupo consultivo integrado por um especialista de cada país da Zona Euro vai apresentar ao Conselho de Governo do BCE uma lista com os temas selecionados", acrescenta a entidade.

Os membros deste grupo já foram designados pelo BCE atendendo às propostas dos bancos centrais nacionais da Zona Euro e pertencem a diversos campos, como história, ciências naturais e sociais, artes visuais e tecnologia.

Os desenhos atuais das notas de euro baseiam-se no tema "épocas e estilos", representado através de janelas, portas e pontes.

"As notas em euro estão aqui para ficar. São um símbolo tangível e visível da nossa união na Europa, especialmente em tempos de crise, e sua procura continua a ser intensa", disse a presidente do BCE, Christine Lagarde.

"Depois de 20 anos, é hora de atualizar o aspecto das nossas notas para que os europeus de todas as idades e origem se possam identificar com elas", ressaltou Lagarde.

Depois das propostas do grupo consultivo, o BCE pedirá ao público a sua opinião sobre os temas selecionados, após o qual será convocado um concurso de desenho das novas notas.

Nesta última fase, o BCE voltará a consultar os cidadãos, e irá caber depois ao Conselho de Governo do organismo adotar a decisão final.