EFEWashington

O presidente americano, Joe Biden, retirou esta quarta-feira as ordens executivas que procuravam proibir as populares redes sociais TikTok e WeChat no país apresentadas pelo seu antecessor, Donald Trump, e no seu lugar pediu para se abrir uma investigação para identificar os riscos de segurança ligados à China.

O novo decreto ordena ao Departamento do Comércio dar início a uma análise "rigorosa e baseada em provas" sobre as aplicações que recolhem informações pessoais dos utilizadores e cuja tecnologia tem laços com o gigante asiático.

"Certos países, incluído a China, procuram utilizar as tecnologias digitais e os dados dos americanos que apresentam riscos de segurança nacional inaceitáveis enquanto ajudam os controlos e interesses autoritários", assinalou a Casa Branca.