EFEFrankfurt (Alemanha)

A empresa biotecnológica alemã BioNTech, que junto à americana Pfizer desenvolveu uma vacina contra a covid-19, teve até março um lucro líquido de 1.128,1 milhões de euros, enquanto no ano passado tinha perdido 53,4 milhões de euros.

A BioNTech informou esta segunda-feira que também conseguiu no primeiro trimestre um lucro operativo de 1.662,2 milhões de euros (tinha perdido 59,3 milhões de euros um ano antes).

A faturação aumentou até 2.048,4 millones de euros, quase 74 vezes mais em comparação com o ano anterior, quando foi de 27,7 milhões de euros.

O cofundador e diretor-executivo da companhia, Ugur Sahin, disse que a BioNTech forneceu a sua vacina contra a covid-19 a "mais de 90 países e territórios" e estão a "expandir o acesso a novas populações e regiões geográficas", além de estar a enfrentar as novas variantes do vírus.

Além disso, destacou que a companhia está a enfrentar as novas variantes do vírus

Até à data de 6 de maio, a BioNTech e a Pfizer forneceram 450 milhões de doses da vacina BNT162b2 a 91 países e territórios.