EFEMadrid

O valor da bitcoin, a criptomoeda mais utilizada, desabou depois do fundador da Tesla, Elon Musk, anunciar no Twitter que a fabricante americana de veículos elétricos vai deixar de aceitar pagamentos com esta divisa devido ao seu impacto ambiental.

A criptomoeda desceu hoje quase 8% e está à volta dos 50.400 dólares (41.760 euros), embora em alguns momentos tenha caído até 14% e aproximado dos 46.000 dólares (38.115 euros), de acordo com dados da Bloomberg. Na quarta-feira, a criptomoeda caiu mais de 4%.

O valor da bitcoin está muito longe (a uns 14.400 dólares/11.930 euros) do máximo histórico de 64.869 dólares (53.752 euros) que atingiu a 14 de abril.

Elon Musk, que tinha defendido as criptomoedas em diversas ocasiões, anunciou num tweet que a Tesla tinha decidido suspender a possibilidade de comprar os seus veículos utilizando a bitcoin.

Segundo Musk, a empresa está preocupada com a crescente utilização de combustíveis fósseis, especialmente carvão, para gerar a energia necessária para a extração (criação) de bitcoins.

O fundador da Tesla reitera que as criptomoedas são uma "boa ideia" e têm um futuro promissor, mas salienta que o seu desenvolvimento não pode ser baseado num grande custo ambiental.

Segundo Sergio Ávila, analista da IG, o declínio da bitcoin acontece "numa altura em que a compra excessiva (desta criptomoeda) é extrema", o que "abre a porta a novas correções" no preço.

No tweet, Musk avança que a fabricante de veículos elétricos voltará a utilizar a bitcoin como moeda quando o processo de extração for realizado com energias mais sustentáveis.

Além disso, a Tesla está a analisar outras moedas criptográficas que requerem um menor consumo de energia.

A ether, a segunda criptomoeda mais utilizada, também cai hoje, especificamente 6%, e ronda os 3.830 dólares (3.174 euros).

A criptomoeda da rede Ethereum tinha atingido esta quarta-feira um máximo histórico de 4.379 dólares (3.629 euros).

As declarações de Musk e as decisões da Tesla tiveram uma influência notável no preço da bitcoin nos últimos meses.

Em fevereiro, o valor da criptomoeda mais utilizada disparou após a decisão da Tesla de investir 1.500 milhões de dólares (1.243 milhões de euros) em bitcoin.

Dias mais tarde, a bitcoin sofreu uma forte descida depois de um tweet de Musk em que sugeriu que esta criptomoeda podia estar sobrevalorizada. Nessa altura, tornou-se também conhecido que a Tesla tinha vendido as bitcoins que tinha comprado anteriormente.

No entanto, a bitcoin recuperou a sua fase ascendente e chegou a um máximo histórico em abril.