EFEMadrid

Os sindicatos acordaram convocar uma greve de 48 horas para os dias 21 e 22 de março no maior centro logístico da Amazon em Espanha, situado na localidade madrilenha de San Fernando, para reclamar uma melhoria das suas condições laborais.

No centro, o primeiro que a Amazon abriu em Espanha, trabalham 1.100 pessoas a contrato e outras 900 temporárias, segundo os sindicatos, que defendem a manutenção de um acordo coletivo próprio, bem como melhorias laborais segundo o crescimento do gigante do comércio eletrónico.

Em comunicado, os sindicatos denunciam que a empresa tentou forçar uma transição ao Acordo Provincial de Logística sem compensar os retrocessos que isto implicaria em questões como a garantia salarial, as horas extraordinárias ou complementos por baixas.

Segundo a mesma fonte, a greve poderá ser a maior sofrida pela Amazon na Europa, onde há poucos meses já viu greves similares na Alemanha, França e Itália.

"Nunca antes uma declaração de greve tinha sido precedida por uma votação em assembleia de trabalhadores, e muito menos por tão grande maioria (75%)", acrescentam os sindicatos em referência ao voto realizado no início do mês.

Representantes dos trabalhadores e da empresa negociam há vários meses a renovação do acordo assinado em 2015, que expirou a 31 de dezembro de 2016, prolongado enquanto duravam as negociações.

Os sindicatos criticam a Amazon por não oferecer garantias de aumento salarial e pretender reduzir custos em postos de especialista com a supressão de cargos e a repartição das suas tarefas entre postos de inferior categoria.

Além disso, a empresa propõe reduzir o preço das horas extra e eliminar a cobertura de 100% durante 18 meses por uma baixa associada ao posto de trabalho, entre outras questões.

"Quando abriu o centro, o absentismo era muito baixo e agora é praticamente o dobro que a média no setor logístico. Somos pouca gente para uma carga brutal de trabalho", segundo a mesma fonte, que sublinhou que um trabalhador do centro caminha diariamente na jornada laboral uma média de entre 20 e 25 quilómetros.