EFEBruxelas

A taxa de desemprego da Zona Euro aumentou duas décimas, até 7,3%, entre março e abril, período durante o qual a maioria dos membros da moeda única aplicou medidas de contenção face à pandemia de coronavírus, informou esta quarta-feira o escritório de estatística comunitária, Eurostat.

No conjunto da União Europeia (UE), o aumento também foi de duas décimas, levando o indicador a 6,6% durante o quarto mês do ano, frente ao 6,4% registrado no terceiro.

Em Espanha, a subida mensal e homóloga do desemprego foi de seis décimas em abril, abaixo dos maiores aumentos da taxa que foram registados no conjunto dos dezenove países do euro e nos Vinte e sete.