EFELondres

A companhia aérea de baixo custo easyJet informou esta quinta-feira que irá retomar alguns voos a partir de 15 de junho e que os tripulantes e passageiros deverão usar máscara como medida de precaução face à COVID-19.

A companhia, que deixou os seus aviões em terra em finais de março devido à propagação do coronavírus na Europa, vai reiniciar voos no Reino Unido e França antes de acrescentar outros destinos mais à frente.

Nestes voos, segundo a easyJet, não será servida comida e será distribuído gel desinfetante para as mãos.

"Estou verdadeiramente satisfeito por voltarmos a voar a meados de junho. Estamos a tomar estes pequenos passos cuidadosamente planeados para retomar gradualmente as operações", assinalou esta quinta-feira o diretor-executivo da easyJet, Johan Lundgren.

"Vamos seguir de perto a situação na Europa para que, à medida que as restrições sejam levantadas, o programa (de voos) aumente para atender à procura", acrescentou.

O executivo salientou que a "segurança e bem-estar" dos passageiros é a sua prioridade, pelo que serão tomadas medidas adicionais de higiene, como a desinfeção dos aviões.