EFEWashington

O Governo dos Estados Unidos confirmou esta quinta-feira que retirou a licença que permitia à Rússia pagar a sua dívida em dólares.

Um dia após a expiração dessa licença, a porta-voz da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, confirmou, como esperado, que o Escritório de Controlo de Ativos Estrangeiros do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos não iria prolongar a referida autorização.

Jean-Pierre lembrou que esta licença era temporária e procurava proporcionar uma transição ordenada aos detentores de obrigações para que pudessem receber.

Agora, sem essa licença, a porta-voz comentou que a Rússia provavelmente não cumprirá a sua obrigação de pagar dívidas e reforçará o seu estatuto de "pária" no sistema financeiro global.

Jean-Pierre também disse que o Governo americano espera que o impacto nas economias dos EUA e de outros países seja "mínimo", uma vez que a Rússia já está "isolada" financeiramente.

De qualquer forma, destacou que o Departamento do Tesouro dos EUA continua vigilante e em contacto com a comunidade financeira internacional.