EFERoma

A Ferrari vai lançar o seu primeiro modelo totalmente elétrico em 2025 e está determinada a tornar-se neutra em carbono, pelo que irá empreender ações diretas e indiretas nesta década com vista a este objetivo.

"Estamos entusiasmados com o nosso primeiro Ferrari totalmente elétrico, que planeamos apresentar em 2025", disse esta quinta o presidente da empresa, John Elkann, numa reunião de acionistas realizada para aprovar o resultado de 2020, quando a empresa ganhou 609 milhões de euros, menos 13% do que no ano anterior, em parte devido a encerramentos causados pela pandemia.

A Ferrari pretende tornar-se "totalmente neutra em carbono, através de ações diretas e indiretas dentro da década" e continua a implementar a sua estratégia de eletrificação "de uma maneira extremamente rigorosa", acrescentou.

A companhia automobilística apresentou o seu primeiro carro híbrido em maio de 2019.

A empresa sediada em Maranello planeia lançar três novos modelos "nos próximos meses", que se vão juntar aos outros três já revelados em 2020, apesar das dificuldades decorrentes da pandemia de coronavírus.