EFEBruxelas

O Eurogrupo está a trabalhar num pacote de medidas económicas para enfrentar a crise do coronavírus que envolve o uso das linhas de crédito do Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE) -o fundo de resgate-, a mobilização de até 200.000 milhões do Banco Europeu de Investimento (BEI) e a ativação de um fundo de auxílio ao desemprego.

Os ministros da Economia e Finanças da União Européia reúnem-se por videoconferência a 7 de abril com o objetivo de chegar a um novo conjunto de medidas contra uma pandemia que vai levar o bloco comunitário à recessão e pode desencadear níveis de desemprego.

Nas reuniões de preparação para a reunião realizada nesta semana, os países também discutiram a proposta francesa de criar um fundo temporário para financiar a recuperação, bem como a iniciativa holandesa de um fundo entre 10.000 e 20.000 milhões para pagar as despesas com saúde nos países mais afetados.