EFEHelsínquia

O diretor-executivo da Google, Sundar Pichai, anunciou hoje em Helsínquia que a gigante tecnológica americana vai investir 3.000 milhões de euros durante os próximos dois anos na expansão dos seus centros de dados na Europa de modo a potencializar a infraestrutura digital no continente.

Após uma reunião com o primeiro-ministro finlandês, Antti Rinne, Pichai assegurou em conferência de imprensa conjunta que a Google está decidida a apoiar "a ambição digital" europeia de duas maneiras: através do investimento em redes de internet sustentáveis e através da capacitação de trabalhadores na nova economia digital.

Segundo Pichai, os investimentos anunciados hoje elevarão até 15.000 milhões de euros o capital total que a Google dedicou ao levantamento das suas redes de internet na Europa desde 2007.

"Estes investimentos geram uma atividade económica na região e representam anualmente mais de 13.000 postos de trabalho a tempo completo na União Europeia", disse Pichai.

O plano de expansão digital da Google inclui um investimento adicional de 600 milhões de euros em 2020 para aumentar a capacidade do seu centro de dados na cidade finlandesa de Hamina, com o que o investimento total neste centro ascenderá a 2.000 milhões de euros desde a sua abertura em 2009.

"O nosso centro de dados de Hamina serve como um modelo de sustentabilidade e eficiência energética para todos os nossos centros de dados, e será um importante fator para conseguir um futuro livre de carbono", ressaltou Pichai.