EFEMadrid

As pensões dos reformados em Espanha vão subir 0,9%, segundo o decreto-lei aprovado na terça-feira pelo primeiro Conselho de Ministros do novo Governo de coligação.

Na conferência de imprensa que se seguiu ao Conselho de Ministros, o Presidente do Governo espanhol, Pedro Sánchez, disse que com esta subida "não haverá perda de poder de compra para os pensionistas", já que estes vão receber um pagamento compensatório "antes de abril de 2021" caso a inflação do ano exceder este aumento.

Esta medida já tinha sido avançada antes das eleições de 10 de novembro por Sánchez, que se comprometeu a reavaliar anualmente as pensões de acordo com a inflação projetada.