EFEMadrid

A atividade turística nos hotéis espanhóis no mês de abril foi nula devido ao fecho de estabelecimentos durante o confinamento causado pela pandemia de coronavírus, informou esta sexta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE) de Espanha.

O fecho obrigatório dos hotéis desde o último 26 de março faz com que os dados de abril sobre o número de estabelecimentos abertos, vagas oferecidas, quartos disponíveis, viajantes recebidos e dormidas sejam zero em todo o território espanhol.

O Governo decretou o confinamento a 14 de março, mas deu aos hotéis outro prazo para fecharem, de modo a poderem atender os milhares de turistas que ficaram retidos em Espanha até estes poderem resolver o regresso aos seus países.

Espanha é o segundo país do mundo com mais visitantes estrangeiros -83,7 milhões em 2019-, pelo que o turismo é um dos principais motores da economia nacional, com uma contribuição para o PIB de 12,3% e, além disso, dava trabalho a 2,45 milhões de pessoas antes da crise.

Para satisfazer esta procura turística, existem em Espanha cerca de 16.000 unidades hoteleiras que fornecem 1,5 milhões de camas, agora inativas devido à pandemia.

Apenas alguns hotéis, cerca de 300, estiveram abertos para fornecer alojamento a trabalhadores de serviços essenciais, especialmente profissionais de saúde ou pessoas que tiveram de ser isoladas.