EFECOMParis

O comissário europeu de Assuntos Económicos e Monetários, Pierre Moscovici, sem querer dar recomendações sobre as negociações entre o PSOE e o Unidas Podemos para a formação de governo em Espanha, ressaltou que o exemplo de Portugal mostra que "se pode ser sério e de esquerda ao mesmo tempo".

Moscovici, numas declarações à imprensa em Paris, salientou que tem como regra não se intrometer nos assuntos internos dos países membros e que não corresponde à Comissão Europeia fixar condições, ao ser perguntado pelas possíveis consequências económicas sobre o acordo para constituir um governo em Espanha.

No entanto, assinalou que em Portugal, durante os últimos anos, o primeiro-ministro socialista, António Costa, tem governado com parceiros que estavam mais à sua esquerda e que vai apresentar para 2020 um orçamento em equilíbrio.