EFEBruxelas

O produto interno bruto (PIB) da Zona Euro cresceu 1,8% em 2018, o seu menor aumento anual desde 2014, após ter crescido 0,2% no quarto trimestre do ano, segundo os dados revistos publicados hoje pelo escritório de estatística comunitária Eurostat.

No conjunto da União Europeia, o PIB cresceu 1,9% no ano, a quota anual mais baixa desde 2015, depois de ter registado um aumento de 0,2% entre outubro e dezembro.

No terceiro trimestre, o PIB aumentou 0,2% na área da moeda única e 0,3% no conjunto dos Vinte e oito.

Caso se compara com o quarto trimestre de 2017, o aumento foi de 1,2% na Zona Euro e de 1,4% na UE nos últimos três meses do ano.

O Eurostat reviu em baixo -uma décima- a sua primeira estimativa de PIB do quarto trimestre para a UE, já que em janeiro calculou que o aumento era de 0,3% na comparação trimestral e de 1,5% na anual.

Em Espanha, o PIB avançou entre outubro e dezembro 0,7% em comparação com o trimestre anterior e 2,4% frente ao mesmo período de 2017.

O Eurostat publica dados de crescimento do PIB nos Estados membros do quarto trimestre, mas não do ano de 2018 completo.

Entre os países para os quais o escritório dispõe de dados, os principais aumentos na comparação trimestral deram-se na Lituânia (1,6%), Chipre, Letónia e Hungria (1,1% todos), enquanto as taxas mais baixas foram observadas em Itália, cujo PIB contraiu 0,2%, e Alemanha, onde se manteve sem mudanças.

Comparativamente com o quarto trimestre do ano anterior, os principais aumentos foram registados na Letónia (5,5%), Hungria (4,8%) e Polónia (4,6%), enquanto os menores avanços aconteceram em Itália (0,1%), França (0,6%) e Alemanha (0,9%).