Londres, 1 de Agosto (EFE) - Os pilotos da companhia aérea British Airways (BA), parte do grupo espanhol-britânico IAG, acordaram um corte salarial de 20% e a eliminação de 270 postos de trabalho, informou hoje o sindicato BALPA.

A decisão, tomada por 85% dos cerca de 4.300 pilotos consultados numa votação, serve para suavizar o plano de ajustamento concebido pela empresa para fazer face à queda da procura causada pela pandemia do coronavírus.

"Os nossos membros tomaram uma decisão pragmática nestas circunstâncias, mas o facto de não termos conseguido convencer a BA a evitar todos os despedimentos é muito decepcionante", disse o Secretário-Geral da BALPA, Brian Strutton, numa declaração.