EFELisboa

O Tesouro de Portugal colocou esta quarta-feira 1.000 milhões de euros em dívida a doze meses e com taxas de juro negativa que marcou um novo mínimo histórico para leilões deste prazo.

Segundo os dados divulgados pela Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP), foram colocados 1.000 milhões de euros a doze meses com um rendimento de -0,594%, as menores taxas de juro registadas num leilão deste tipo.

Este bate assim o último mínimo histórico, -0,536%, conseguido no passado maio, quando foi realizado o último leilão a doze meses.

Nesta ocasião, a procura foi 2,17 vezes superior à oferta.

A quantidade leiloada hoje chegou ao limite máximo previsto pela IGCP, que esperava colocar entre 750 e 1.000 milhões de euros.