EFEMadrid

O preço médio da eletricidade no mercado grossista (pool) ibérico foi fixado para esta terça-feira, dia 19 de outubro, em 207,14 euros por megawatt/hora (MWh), o que representa um decréscimo de quase 10% face ao preço fixado para segunda, apesar de ficar novamente acima da barreira de 200 euros/MWh.

Segundo os dados do Operador do Mercado Ibérico de Eletricidade (OMIE), o preço máximo na terça será registado entre as 21h00 e as 22h00, altura em que será de 256,33 euros/MWh, enquanto o mínimo será de 171,6 euros/MWh entre as 16h e 17h.

O preço da eletricidade volta assim a cair depois de ter registado na segunda-feira o quinto valor mais elevado da história, e volta a passar mais uma vez a barreira dos 200 euros/MWh pela décima segunda vez, todas durante este mês de outubro.

Assim, nos primeiros 19 dias de outubro, o preço médio da eletricidade no mercado grossista ficou nos 205,93 euros/MWh, o que o tornava no mês mais caro da história.

Além disso, a cotação de terça é seis vezes superior ao valor fixado pelo pool durante a terceira terça-feira de outubro do ano passado (36,03 euros).

Por trás do aumento de preços estão os altos preços do gás nos mercados internacionais e dos direitos de emissão de dióxido de carbono (CO2), que durante 2021 têm batendo recordes mês após mês.

Assim, no resto dos países europeus os preços permanecerão em níveis elevados, como no Reino Unido, onde o megawatt/hora será pago esta terça a uma média de 174,73 libras (cerca de 207 euros), enquanto na Alemanha será pago a 153,46 euros, em França a 164,07 euros, em Itália a 250,54 euros.

Atualmente, as tecnologias que estão a fixar os preços na maioria das horas no mercado ibérico são o ciclo combinado (que utiliza gás natural) e a água, que oferece a sua produção ajustável a preços semelhantes aos de ciclo, aproveitando o que é conhecido como o "custo de oportunidade".