EFEBruxelas

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, afirmou esta quinta-feira que "está tudo em cima da mesa" para tentar fechar o orçamento da União Europeia (UE) de 2021-2027, sobre o qual espera que haja avanços "nas próximas horas ou dias".

"Há muitos interesses, muitas preocupações, todas legítimas, mas estou convencido de que é possível fazer progressos nas próximas horas ou nos próximos dias", indicou Michel na sua chegada à cimeira extraordinária que hoje reúne os líderes dos Vinte e sete para procurar fechar o próximo orçamento plurianual da União.

O político belga agradeceu aos líderes o "duro trabalho" que têm realizado em conjunto nas últimas semanas para preparar as negociações.

"Estou convencido de que está tudo sobre a mesa para tomar uma decisão", indicou, ao mesmo tempo que confiou em poder "aproximar os pontos de vista" nos quais os Estados membros diferem sobre o orçamento.

Michel advertiu que "os últimos passos para encontrar um compromisso são sempre os mais difíceis", e agregou que vamos "tentar ter tudo em conta para conseguir um compromisso".

"Há uma vontade positiva para continuar a trabalhar, negociar, dialogar para encontrar uma decisão" que permita à UE contar com um orçamento que lhe dê capacidade para "atender às suas prioridades nos próximos anos".