EFEBruxelas

A produção industrial desceu 0,2% na Zona Euro em fevereiro a respeito de janeiro, enquanto na União Europeia (UE) permaneceu estável, em contraste com a subida de 1,9% em janeiro nos 19 países que compartilham a moeda única e de 1,3% nos Vinte e oito, informou esta sexta-feira o escritório de estatística comunitária, Eurostat.

A produção industrial caiu 0,3% anual na área do euro em fevereiro mas aumentou 0,3% no conjunto da UE.

A produção de energia na Zona Euro retrocedeu um 3% mensal em fevereiro e tanto os bens de capital como os bens de consumo duráveis registaram uma queda de 0,4%, enquanto os bens intermediários caíram 0,1% e a produção de bens de consumo não duráveis subiu 0,9%.

A produção energética nos Vinte e oito desceu 2,2% e a de bens de capital caiu 0,2%, enquanto a produção de bens de consumo duráveis se manteve, os bens intermediários cresceram 0,2% e os de consumo não duráveis 0,7%.

As principais descidas aconteceram na Lituânia (4,7%), Grécia (2,7%) e Croácia (2,3%), em contraste com as subidas mais destacadas da Polónia (1,7%), Bulgária (1,5%) e Hungria (1%). Espanha anotou um retrocesso de 1,1%.

A produção na energia na Zona Euro caiu 5,9% em termos anuais em fevereiro e a de bens intermediários 0,6%.

A produção de bens de consumo duráveis subiu 0,2%, a de bens de capital 0,5% e a de bens de consumo não duráveis 2,8%.

A produção de bens de consumo não duráveis subiu nos Vinte e oito 3,1%, a de bens de consumo duráveis elevou-se 0,7%, a de bens de capital aumentou 0,5% e a de bens intermediários 0,4%, enquanto a produção energética retrocedeu 4,4%.

As maiores quedas foram na Letónia (3,1%), Portugal (2,9%) e Alemanha (2%), e as maiores subidas deram-se na Polónia (6,8%), Bulgária (6,6%) e Hungria (5,9%).