EFEMoscovo

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, descreveu esta terça-feira como "suicídio económico" a política energética dos países da União Europeia (UE), que debatem embargos ao gás e petróleo do país em resposta à sua contenda militar na Ucrânia.

"Este auto de fé económico, este suicídio, é um assunto interno dos países europeus, nós devemos atuar de modo pragmático e partir dos nossos próprios interesses económicos", afirmou Putin ao analisar a possibilidade do veto europeu ao crude russo durante uma reunião por videoconferência dedicada à indústria do petróleo na Rússia.