EFELondres

O Reino Unido vai simplificar as suas restrições à mobilidade internacional e deixar de exigir um teste de coronavírus antes da viagem para Inglaterra às pessoas vacinadas oriundas de países de baixo risco, anunciou esta sexta-feira o ministro dos Transportes britânicos, Grant Shapps.

A partir de 4 de outubro, o semáforo de viagens que classificava os países segundo três categorias de risco será abolido e apenas se manterá uma lista de nações em vermelho, para as quais as limitações continuarão a ser mais elevadas.

O Governo britânico procura com estas medidas "reduzir o custo das viagens" enquanto continua a proteger a saúde pública, de acordo com Shapps.