EFELisboa

A companhia aérea irlandesa de baixo custo Ryanair prevê tornar-se este ano na principal companhia em Portugal em tráfego de passageiros, com expectativas de transportar mais de 13 milhões de pessoas e ultrapassar a TAP.

"Graças ao forte crescimento da Ryanair em Portugal no verão de 2022, esperamos transportar mais de 13 milhões de passageiros (este ano), o que levará a Ryanair a finalmente ultrapassar a TAP e tornar-se na companhia aérea número 1 de Portugal em termos de número de passageiros", informou hoje a companhia em comunicado.

A Ryanair afirma que irá crescer na próxima época de verão mais de 115% comparativamente ao tráfego antes da pandemia graças às suas 147 rotas, 19 delas novas, desde seis aeroportos portugueses: Lisboa, Porto, Faro, Ponta Delgada e Terceira (Açores) e a sua nova base na Madeira.

A companhia lamentou o atraso da recuperação em Lisboa "pelos cortes na frota de TAP e o bloqueio de 'slots' (permissões para aterrar e descolar)", mas garantiu "estar pronta" para voltar ao crescimento anual no aeroporto lisboeta "caso se garantirem os 18 'slots' que devem ser libertados pela TAP em outubro de 2022".

A Ryanair também adiantou que em outubro vai contar com sete aviões com base em Lisboa utilizando os seus 'slots' de inverno e que considera o Porto como possível base para um centro de manutenção e formação de tripulantes.

A companhia aérea reduziu as suas perdas em 56% durante o último ano fiscal -até o 31 de março- face ao período anterior, mas advertiu que a recuperação é ainda "frágil" pelas incertezas que criadas pela pandemia de coronavírus e a guerra na Ucrânia.