EFEMadrid

Um total de sete voos tiveram de reabastecer nos aeroportos espanhóis de Sevilha, Madrid e Bilbau devido à greve de motoristas de mercadorias perigosas iniciada na segunda-feira em Portugal e que já foi desconvocada.

Fontes da AENA indicaram à EFE que ao longo da manhã de hoje quatro voos tiveram de realizar uma escala em Sevilha para reabastecer, aos que se somam dois em Madrid e um em Bilbau.

Ao longo da jornada de ontem, 44 voos tiveram de reabastecer em aeroportos espanhóis, segundo o gerente aeroportuário.

O Sindicato Nacional de Transportadoras de Matérias Perigoso de Portugal iniciou na segunda-feira uma greve que causou problemas de abastecimento de combustível no país e que foi desconvocada esta manhã, embora a normalização "será gradual" segundo o ministro da Infraestrutura, Pedro Nuno Santos.