EFEMadrid

O turismo contribuiu 172.900 milhões de euros à economia espanhola em 2017, mais 5,7% que em 2016, 14,9% do Produto Interno Bruto (PIB), segundo o relatório anual do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC, as suas siglas em inglês).

O WTTC prevê que a contribuição total do turismo ao PIB espanhol aumente 2,9% este ano e 2,3% de média anual até 2028.

O setor, que cresceu substancialmente apesar da recuperação dos destinos do norte de África, contribuiu 4,9% dos postos de trabalho no ano passado, com 2,8 milhões de empregos.

Segundo o organismo, a positiva evolução do turismo espanhol deve-se a uma combinação de fatores, entre eles as boas ligações de transporte, a qualidade da oferta, a experiência e a colaboração entre as administrações públicas e as empresas privadas.

A nível mundial, a contribuição do turismo à economia ascendeu no ano passado a 6,7 biliões de euros, 4,6% acima de 2016, o que representa 10,4% do PIB global.

Por regiões, a atividade turística cresceu 4,8% na Europa, 22,6% no norte de África -que iniciou a sua recuperação-, 1,3% na África subsaariana, 5,6% no Médio Oriente, 6,7% no sudeste da Ásia, 7,4% no nordeste da Ásia e 2,5% na América do Norte.

Por outro lado, desceu 1,4% na América Latina, arrastada pela evolução da Venezuela e do Brasil.