EFEBerlim

A União Europeia (UE) vai analisa a situação do turismo, setor bastante afetado pela pandemia de coronavírus, à escala global e comunitária numa reunião virtual marcada para a próxima segunda-feira.

A presidência alemã, que tem atualmente o turno da liderança do bloco comunitário, anunciou a convocatória, que será seguida por uma conferência de imprensa do comissário europeu do Mercado Interior, Thierry Breton, e do secretário de Estado alemão do Turismo, Thomas Bareiss.

A Comissão Europeia (CE) pretende evitar decisões sobre abertura ou fecho de fronteiras à escala nacional e coordenar uma política comum, o que afeta diretamente o turismo, um dos setores mais castigados pela pandemia, especialmente em países como Espanha e Itália.

A Alemanha -grande país emissor de turistas- tem atualmente incluídas na lista de zonas de risco regiões de praticamente todos os seus países vizinhos -França, Áustria, Bélgica, Holanda, República Checa, além da extracomunitária Suíça, assim como toda a Espanha, parte da Croácia, Eslovénia, Bulgária e Roménia.

O Governo alemão propõe substituir a 30 de setembro a recomendação geral de não fazer viagens não essenciais ou turísticas a regiões de risco por indicações específicas para cada um dos países ou zonas incluídas nessa lista.