EFEMadrid

As vendas de automóveis híbridos na União Europeia (UE) ultrapassaram pela primeira vez as dos de gasóleo, tornando esta tecnologia a segunda escolha mais popular pelos condutores do Velho Continente.

De acordo com os últimos dados (relativos ao terceiro trimestre de 2021) da patronal europeia de fabricantes de veículos ACEA, os carros de passageiros a gasolina têm a maior quota de mercado, representando 39,5% das vendas.

Os híbridos, que combinam um motor elétrico e um de combustão, ficam atrás, com 20,7%.

Como tal, ultrapassam os carros a gasóleo, que caíram para o terceiro lugar, com 17,6%.

Como quarta opção estão os veículos elétricos (9,8%), seguidos de perto pelos híbridos plug-in (9,1%).

Mais atrás estão outros sistemas, com 2,9%, e veículos a gás natural, 0,4%.

Segundo a ACEA, estes dados refletem o facto de que os automóveis a gasolina e gasóleo continuam a perder quota de vendas devido a uma maior oferta de elétricos puros e híbridos plug-in.

A compra é inclusivamente subsidiada em alguns Estados-membros da UE, como Espanha, com até 7.000 euros no primeiro caso e até 5.000 euros no segundo.