EFEMérida

Cinco cidades estremenhas competem pelo galardão de melhor "Destino Turístico Acessível" na V edição destes prémios, organizados pela companhia Thyssenkrupp Home Solutions com o objetivo de promover a acessibilidade em todos os seus aspetos e valorizar o esforço realizado pelos municípios.

As cinco localidades estremenhas que competem por este prémio são Malpartida de Cáceres e Plasencia, na província de Cáceres; e Mérida, Badajoz e Almendralejo, na província de Badajoz, explicou a companhia em comunicado.

Como novidade, esta edição dividiu-se em cinco fases, que serão realizadas ao longo de 2018, e os municípios podem-se apresentar diretamente como candidatos, apontou.

Assim, em cada fase vai-se selecionar o Destino Turístico Acessível de várias comunidades autónomas em simultâneo e, após as votações, será eleita a localidade vencedora que irá representar cada comunidade.

Posteriormente, no mês de outubro, os vencedores de cada comunidade vão-se enfrentar para disputar o título de melhor Destino Turístico Acessível de Espanha 2018.

Para ser candidata, cada localidade teve que reunir certos requisitos mínimos, tais como ter desenvolvido ações concretas pelo menos num dos três planos de acessibilidade: edificação, transporte e estudo do espaço urbano.

Além disso, as candidatas deviam contar pelo menos com uma rota acessível, que mostre os lugares mais emblemáticos da localidade e esteja idealizada para ser percorrida por qualquer pessoa.

Por último, deviam contar com oferta de hotelaria e restauração acessível.

A diretora de marketing e comunicação da empresa, Belén Galán, assegurou que "são cada vez mais os que se somam ao conceito de acessibilidade como investimento para conseguir atrair turismo nacional e internacional".