EFEFregenal de la Sierra (Badajoz)

A empresa extremenha Komvida deu mais um passo na sua expansão internacional com o início da comercialização do seu kombucha, a bebida probiótica da moda, nos Estados Unidos e no Panamá, mercados aos quais prevê exportar 250.000 litros.

Para isso, a companhia, que tem a sua sede em Fregenal de la Sierra (Badajoz), assinou um acordo com um distribuidor americano, segundo informou esta quarta-feira em comunicado.

Inicialmente, os estados que vão receber a kombucha da Komvida serão a Flórida e Nova Jérsei, embora já estejam a trabalhar para ampliar o acordo a outros como a Califórnia, a fim de duplicar a quantidade de litros exportados a partir do segundo ano.

Deste modo, as fundadoras da companhia, Beatriz Magro e Nuria Morales, vão colocar Fregenal de la Sierra, município onde se elaboram, envasilham e etiquetam os seus produtos, no mapa da kombucha ao nível mundial.

"Nunca acreditámos nas fronteiras e estivemos sempre abertas a levar a Komvida a qualquer lugar do mundo", assinalaram.

A kombucha da Komvida é vendida atualmente em mais de 3.000 estabelecimentos de Espanha e Portugal.