EFEBadajoz

A Extremadura e Portugal vão trabalhar para formar em economia verde e circular 225 empresas do meio rural, no marco do projeto europeu Interreg denominado "Local-Cir", que conta com um orçamento global de mais de 3,28 milhões de euros.

O projeto está coordenado pela Secretaria Geral de Desenvolvimento Rural e Território e pelo Escritório Extremadura 2030 da Junta da Extremadura, e procura promover o empreendedorismo e a inovação de empresas em economia circular.

A iniciativa será executada por 16 parceiros, 12 extremenhos e quatro portugueses das regiões do Alentejo e Centro, segundo informa em comunicado a Deputação de Badajoz, que faz parte da mesma.

O objetivo geral do projeto é criar um serviço de apoio para aumentar o espírito empreendedor e favorecer a emergência de novas ideias empresariais no setor da economia verde e circular através do fomento de novos produtos e processos baseados na sustentabilidade local.

Entre as suas metas específicas encontra-se fornecer uma metodologia de itinerários para o desenvolvimento da economia verde e circular no âmbito local rural e uma metodologia comum tanto para as administrações públicas como para o tecido empresarial dos três territórios, com um enfoque especial em cooperações na faixa transfronteiriça.

Também se procura assegurar um serviço de apoio permanente à criação de itinerários verdes empresariais para zonas transfronteiriças e a sua implementação.

Procura-se ajudar pelo menos 225 empresas da região extremenha e portuguesa a que transitem de produções lineares a circulares ou criem negócios circulares em qualquer ponto dos municípios da Extremadura e Portugal.

Vai também ser elaborado um guia com 150 boas práticas empresariais que sirvam de exemplo para outras empresas.