EFELisboa

A Extremadura repete presença este ano com um expositor próprio na principal feira de turismo de Portugal, a lisboeta BTL, na qual se promove de forma conjunta com os seus parceiros lusos da eurorregião Euroace.

As três regiões que a conformam -Alentejo, Centro e Extremadura- apresentaram hoje em sociedade um mapa que reúne os seus atrativos turísticos sem atender a fronteiras e onde se cruzam praias com o património histórico, a riqueza natural e a gastronomia e o vinho.

"Se há algo que representa a Euroace é a diversidade (...) Temos uma oferta turística que apresenta diferenciação", explicou em declarações à EFE o diretor-geral de Ação Exterior da Extremadura, Enrique Barrasa.

O projeto de criar um mapa conjunto nasceu em 2010 e vê agora a luz com a impressão de 4.000 exemplares que pretendem mostrar "a complementaridade" da oferta graças à aliança assinada pelas três regiões, que pretendem vender-se como um destino único.

"Queremos que quem vá à costa do Alentejo saiba que pode ir a Elvas, que tem o projeto 'Bastiões' -sobre as fortificações fronteiriças- junto com Badajoz, ou que pode visitar Cáceres, capital gastronómica de Espanha este ano", exemplificou Barrasa, que destacou a reduzida distância que separa os diferentes atrativos turísticos.

Durante o ato de apresentação, o representante do Governo da Extremadura lembrou que as três regiões tiveram 4,5 milhões de visitantes no ano passado - 9% mais que em 2013 -, dos quais 1,3 milhões eram estrangeiros.

No ato participaram também o presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo, António Ceia da Silva, o presidente da Entidade Regional de Turismo do Centro, Pedro Machado, e a presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento da Região Centro, Ana Maria Abrunhosa.

Todos eles coincidiram em destacar a importância de oferecer diferentes "experiências" ao visitante e sublinharam que a eurorregião não está interessada em transformar-se num destino de "massas", mas sim dirigida a um turista "sustentável" e que respeite tanto a biodiversidade como a cultura de cada um.

A presença da Euroace no expositor da Extremadura -localizado no pavilhão internacional da BTL- tem por objetivo não só ficar conhecido ao consumidor final, mas também atrair investimento privado.

Barrasa lembrou que as três regiões contarão nos próximos anos com 7 mil milhões de euros procedentes de fundos de coesão europeus, o que, somado às suas infraestruturas e aos seus recursos naturais, lhe permitirão desenvolver "uma proposta turística competitiva e distinta, que se diferencie do resto no mercado internacional".

O plano elaborado pela Euroace apresentado hoje recolhe diferentes rotas turísticas além fronteiras, detalha os pratos e comida típicos de cada zona, além de incluir uma detalhada agenda com atividades programadas ao longo de 2015.

A eurorregião, iniciativa surgida em 2009, ocupa uma extensão de 92.500 quilómetros quadrados e conta com uma população de aproximadamente 3,3 milhões de pessoas.