EFEMérida

O Festival Internacional de Teatro Clássico de Mérida propõe um olhar e leitura profunda dos textos clássicos representados na 65ª edição do certame para aprender das suas doutrinas, "sempre contemporâneas", através do ciclo de conferências Encontro com os Clássicos.

Temas como as lutas de poder, as inseguranças dos homens, a solidão dos governantes, a sede de vingança e as desgraças da guerra, entre outros, estão em destaque nas obras deste ano e na oitava edição desta iniciativa, informa o Festival em comunicado.

A atividade, que está dirigida e coordenada pelo catedrático da Universidade da Extremadura Santiago López Moreda, vai oferecer oito conferências, que estarão a cargo de professores e catedráticos das universidades da Extremadura, Évora e Lisboa e a diretora do Museu Nacional de Arte Romana (MNAR) de Mérida, Trinidad Nogales Basarrate.