EFEMérida

O Instituto Ibero-americano de Turismo Rural (IBEROATUR) foi recentemente criado na Extremadura por cinco entidades de Espanha, Portugal, Panamá e Costa Rica.

Este novo organismo foi constituído na sexta-feira passada, 28 de dezembro, em Calamonte (Badajoz), segundo informou a Fundação Cidadania de Espanha em comunicado.

Cumpre-se assim o desejo manifestado pelas diferentes organizações participantes no III Encontro Ibero-americano de Turismo Rural realizado em Portugal e Espanha em outubro de 2018.

O objetivo primordial do instituto vai ser a consolidação de um fórum permanente para a cooperação, a troca de experiências, e a promoção, difusão e fortalecimento do turismo rural ibero-americano como motor de desenvolvimento sustentável dos povos interiores, áreas camponesas, indígenas e territórios rurais.

O Instituto irá procurar criar as ferramentas e os mecanismos que permitam aos empreendedores do turismo rural da Ibero-América crescer e consolidar os seus projetos.

Também responde ao desejo de estreitar os laços de cooperação entre as diferentes organizações e instâncias dos países ibero-americanos, com a finalidade de apoiar a sua gestão, fomentar, ampliar e fortalecer a cultura dos direitos humanos e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU.

Além disso, procura a melhoria da qualidade de vida através de programas de sustentabilidade, agricultura familiar, agroturismo, relações comerciais e todo o universo do turismo rural (ecológico, gastronómico, artesanal, cultural, histórico, alternativo, étnico...).

Para tal serão estabelecidas relações de parceria com as diferentes instituições locais, provinciais, regionais e nacionais, e depois com os organismos internacionais de cooperação, intergovernamentais e organizações não-governamentais que procurem o respeito, defesa, desenvolvimento e promoção do turismo rural como motor de progresso dos povos.