EFEMérida/Barcelona

O jovem de Cáceres Alberto Moreno, que ficou tetraplégico há dois anos após sofrer um acidente, transformou-se na primeira pessoa a 'tweetar' com os olhos desde o telemóvel, graças a uma aplicação desenvolvida pela empresa Irisbond.

O Mobile World Capital Barcelona, Twitter e a empresa basca Irisbond desenvolveram a primeira aplicação que permite interagir com o telemóvel através do olhar.

A aplicação móvel, que pode ser descarregada a partir de hoje, está dirigida a pessoas com deficiência e paralisia cerebral e lhes permite utilizar Twitter mediante 'eye-tracking'.

Segundo informou o Mobile World Capital Barcelona, Alberto Moreno (Cáceres, 1995), um jovem tetraplégico que voltou a 'tweetar' depois de sofrer um acidente há 2 anos, foi o primeiro a usar a aplicação móvel, e converteu-se assim no protagonista da campanha #HeVuelto ("Voltei", em português), que também foi lançada hoje.

O projeto piloto desta aplicação, desenvolvido dentro do programa DE-LAB de MWCapital, também contou com a colaboração do Instituto Guttmann e com o GSMA.

A tecnologia móvel que tornou possível a aplicação, denominada 'EyeTwitter', disponível a partir de hoje em fase de provas para dispositivos Android, permite tramitar os dispositivos móveis de maneira orgânica e sensorial.

Concretamente, o 'EyeTwitter' possibilita navegar pelo Twitter, fazer 'scroll' -movimentar-se pela aplicação-, dar 'gosto' a um tweet, retweetar, reproduzir vídeos e consultar a lista de tendências usando unicamente os olhos.

Também permite escrever tweets com a voz e enviá-los com o olhar.

Seis pacientes do Instituto Guttmann de Barcelona participaram nas provas para desenvolver a aplicação, além de Moreno, paciente do Hospital Nacional de Paraplégicos de Espanha, que acede aos sistemas de comunicação aumentativa e alternativa de Irisbond como parte do seu tratamento de reabilitação.