EFEBadajoz

Um total de 993 curtas, procedentes de 57 países, concorreram à XVII edição do Festival de curtas-metragens "El Pecado", que se vai realizar em Llerena (Badajoz) entre 7 e 11 de agosto.

A diretora da Área de Cultura, Juventude e Bem-estar Social da Deputação de Badajoz, Elisa Moriano, o autarca de Llerena, Valentín Cortés, o diretor da Filmoteca da Extremadura, David Garrido, e o membro da associação "Morrimer" Angel Hernández apresentaram a edição deste ano em conferência de imprensa.

Elisa Moriano destacou que mais de 5.500 pessoas assistiram às distintas projeções do festival na última edição.

Por sua parte, Valentín Cortés afirmou que as projeções realizam-se em espaços do município ao ar livre tão importantes como a praça de La Merced, o parque Cieza de León ou a praça de Espanha.

O autarca de Llerena destacou a grande quantidade de curtas recebidas, mais 123 filmes que na passada edição do festival.

Também destacou a qualidade dos trabalhos que se apresentam, como o demonstra o fato de que quatro dos prémios outorgados no ano passado foram nomeados para os Prémios Goya e que a curta vencedora de "El Pecado 2107" na secção de Ficção foi para o filme "Madre", que recentemente conseguiu um prémio Goya.