EFECáceres

Cáceres quer tornar-se numa vitrina do teatro extremenho, espanhol e português com a IV Mostra Ibérica Artes Cénicas (MAE), que inclui 14 propostas de Espanha e Portugal.

Este evento vai ser realizado entre os dias 19 e 21 de novembro, durante os quais irá receber debates profissionais sobre esta arte, à margem de propiciar encontros para facilitar a contratação de montagens de diversas disciplinas.

As obras serão representadas no Gran Teatro de Cáceres, o Complexo Cultural San Francisco, a Sala Maltravieso e a Nave del Duende de Casar de Cáceres, entre outros palcos, segundo informou a organização em comunicado.

Esta edição recebeu a candidatura de 571 propostas artísticas, mais dez que na passada edição, 556 das quais são espanholas e 15 internacionais, oriundas de Portugal, França, Argentina, Itália, Bélgica e México, entre outros países.

A mostra vai contar com sete espetáculos da Extremadura, um de Portugal, três da Andaluzia, dois da Catalunha e um das Canárias, Valência, Aragão e Murcia.

"O conde de Montecristo", uma montagem baseada no romance de Alexandre Dumas que a companhia extremenha Samarkanda estreou no passado Festival de Teatro Clássico de Cáceres, vai abrir o certame no Gran Teatro.