EFEPlasencia (Cáceres)

Analistas de Espanha e Portugal vão analisar a estrutura político-jurídica portuguesa e a sua evolução no marco do seminário luso-espanhol "Introdução à História e ao Direito Público de Portugal", que será realizado esta quinta e sexta-feira na Faculdade de Filosofia e Letras de Cáceres.

Organizado pela Fundação Academia Europeia e Ibero-americana de Yuste e a Universidade da Extremadura, o objetivo deste fórum é fomentar a mobilidade e troca de universitários para o melhor conhecimento da problemática transfronteiriça.

Potencializar uma maior sensibilização cultural perante a realidade jurídica e histórica de Portugal e o conhecimento da sua constitucionalidade atual, assim como a cultura jurídico-institucional e os seus fundamento históricos, também fazem parte dos desafios do encontro.

O desenvolvimento da Extremadura esteve permanentemente influenciado pelo suceder das relações transfronteiriças com Portugal e pelo nível de conhecimento e entendimento entre estes dois povos, segundo assinalou esta terça-feira o Executivo extremenho em comunicado.

Desta premissa surge a criação e implementação deste seminário luso-espanhol, que procura fixar como temas de estudo a análise, o debate e a apresentação da estrutura política portuguesa atual e suas raízes e evolução histórica.

A académica de Yuste e presidente da Academia Portuguesa da História, Manuela Mendonça, será a encarregada da conferência inaugural, que tem como título "Aproximação à História de Portugal até 1910".

Serão depois abordadas questões como a "Reorientação histórica portuguesa a partir de 1910", a cargo do professor de História Contemporânea da Universidade de Évora Fernando Martins; e a "Introdução ao direito constitucional português", pelo professor de Direito Público da Universidade Lusíada de Lisboa José Lucas Cardoso.