EFEPlasencia (Cáceres)

A temporada reprodutora de 2019 do lince ibérico conta já com um total de 35 crias nascidas na rede de centros de criação pertencentes ao Programa de Conservação Ex-situ dedicado a esta espécie, entre os quais se encontra o situado em Zarza de Granadilla (Cáceres).

O programa estabeleceu para a temporada de criação 27 pares, mais quatro que nas três últimas campanhas, distribuídos nos cinco centros de criação em cativeiro adscritos ao projeto de Espanha e Portugal.

Do total dos pares, cinco estão no centro de Zarza de Granadilla; seis em El Acebuche (Huelva); uma no Zoobotânico de Jerez (Cádiz); oito em La Olivilla (Jaén); e seis no centro de Silves (Portugal).

O objetivo era encontrar um equilíbrio entre obter o maior número de crias possíveis e assegurar uma boa qualidade na preparação dos que vão ser soltos no meio natural, levando em conta o espaço disponível na rede de centros de criação, informaram os técnicos do programa em comunicado.