EFECáceres

A 28 edição do World of Music and Dances (WOMAD) em Cáceres arrancou com mais potência sonora no palco principal da Praça Maior (120.000 watts), onde estreou novos elementos artísticos e decorativos, e com um marcado espírito crítico para consciencializar sobre o assédio, o ambientalismo ou o civismo.

Na Praça de San Jorge a música vai soar em respeito da legislação vigente sobre emissão de decibéis num meio patrimonial.

A chuva deu tréguas na noite de quinta-feira e permitiu o dia inaugural com quatro concertos no palco principal: os extremenhos EnVerea e Miguel Caldito e os El Combo Utopía; Vaudou Game, de origem togolês; e os andaluzes Quentin Gas y Los Zïngaros.

As quatro bandas desfilaram ontem à noite na jornada inaugural de Womad com sons que mergulharam no flamenco psicadélico, a rumba, o funk e o folk contemporâneo.