EFECabul

O conflito no Afeganistão deixou na primeira metade de 2020 o menor número de vítimas civis desde 2012, principalmente devido à redução das operações militares estrangeiras após o acordo de paz entre os Estados Unidos e os talibãs em fevereiro passado, e à reduzida atividade do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), informou esta segunda-feira as Nações Unidas.

A Missão de Assistência da ONU no Afeganistão (UNAMA) registou um total de 3.458 vítimas civis entre janeiro e junho, 1.282 destas falecimentos e as restantes feridas, uma redução de 13% em relação às 3.973 vítimas (1.422 mortes) documentadas pela UNAMA no mesmo período em 2019, e o recorde mais baixo desde 2012, quando foram relatadas 3.138 vítimas civis.

No seu relatório de metade do ano sobre a proteção da população civil no conflito, a Missão da ONU indica que o menor número de vítimas se deve à redução das operações militares dos EUA e aliados, embora avise que as causadas pelas forças governamentais e pelos talibãs não foram reduzidas.

A Missão da ONU acrescenta que o conflito afegão continua a ser um dos mais mortíferos do mundo para a população civil.

"Numa altura em que o Governo do Afeganistão e os talibãs têm uma oportunidade histórica de se juntarem à mesa de negociações para as conversações de paz, a trágica realidade é que os combates continuam a infligir danos terríveis aos civis todos os dias", disse em comunicado a representante especial do Secretaria-Geral da ONU no Afeganistão, Deborah Lyons.

"Exorto as partes a parar, a refletir sobre os incidentes chocantes e o dano que estão a causar ao povo afegão, como este relatório revela, e a tomar medidas decisivas para parar a carnificina e chegar à mesa de negociações", acrescentou Lyons.

As conversações intra-afegãs, previstas para março, foram adiadas devido à falta de acordo entre as duas partes sobre a troca de prisioneiros, que avança lentamente e enquanto o prazo de 14 meses acordado pelos talibãs e Estados para as forças estrangeiras deixarem o país está perto de terminar.