EFEBerlim

A evolução da pandemia segundo os dados mais recentes na Alemanha é motivo de "grande preocupação", disse esta terça-feira o presidente do Instituto Robert Koch, Lothar Wieler, que informou dos casos registados no país, onde já morreram 9.122 pessoas.

"A evolução causa a mim e a todos no Instituto Robert Koch grande preocupação", disse o responsável pelo instituto epidemiológico de referência no país, que constatou os sucessos de Alemanha no controlo da pandemia mas advertiu de que há que "respeitar as regras".

As declarações de Wieler conhecem-se após o ministro da Saúde, Jens Spahn, ter anunciado na segunda-feira que irá impôr a realização de um teste de coronavírus às pessoas que entrarem no país vindas de países de risco.