EFEBerlim

O Partido Social-Democrata alemão (SPD), o mais votado nas eleições gerais de domingo passado, expressou hoje o seu desejo de começar o mais rápido possível com os verdes e liberais as negociações para a formação de um Governo de coligação.

"Agora estamos focados em começar a trabalhar. Convidamos verdes e liberais para conversar connosco esta semana, se quiserem", disse o chefe do grupo parlamentar dos social-democratas, Rolf Mützenich.

Além disso, acrescentou que os dois potenciais parceiros minoritários devem estar cientes de que um "espetáculo" como o de há quatro anos não se pode repetir, referindo-se às negociações sem êxito entre conservadores, verdes e liberais que culminaram na saída destes últimos das mesmas.

O membro do SPD expressou a sua esperança de que todas as partes possam chegar a um acordo em breve e destacou que o que o povo deseja é que um Governo seja formado o mais rápido possível.

Mützenich acrescentou que o seu partido está disposto a conversar com rapidez e confiança, à porta fechada, e garantiu que as dificuldades que surgirem serão resolvidas em paralelo.

Quanto ao conteúdo importante para o seu partido, referiu-se ao exposto pelo candidato social-democrata à Chancelaria, Olaf Scholz, sobre o salário mínimo, habitação e desenvolvimento de uma economia que respeite o clima e os trabalhadores em simultâneo.

Mützenich fez essas declarações antes da primeira reunião do novo grupo parlamentar dos sociais-democratas, que terá 206 deputados no novo parlamento, que irá ser constituído dentro de quatro semanas.