EFECabul

Pelo menos 10 pessoas ficaram feridas esta quarta-feira num ataque em curso a um edifício do Governo do Afeganistão, no leste do país, um dia após dois atentados reivindicados pelos talibãs, com quase 50 mortos.

"Mais de dez feridos foram levados para o hospital regional e esse número deve aumentar", disse à Efe o porta-voz da Direção de Saúde Pública de Nangarhar, Zahir Adil.

O ataque começou às 13h30 (horário local) em Jalalabad, capital da província de Nangarhar, quando um suicida detonou os explosivos que levava frente ao escritório local de registos do novo Documento Nacional de Identidade, disse à Efe o porta-voz do governador provincial, Attaullah Khogyani.

Segundo a fonte, após a explosão inicial, um número ainda desconhecido de atacantes armados entrou no complexo, localizado numa área residencial de Jalalabad, cercada por casas e empresas.

"Até agora resgatamos 12 trabalhadores do escritório atacado e a operação de busca continua, as forças de segurança estão a tentar eliminar os agressores armados", disse.

Por enquanto nenhuma organização reivindicou a autoria do ataque.

O ataque acontece no dia seguinte aos ocorridos contra um comício do presidente afegão Ashraf Ghani, na província de Parwan, e um segundo atentado em Cabul, que deixaram pelo menos 48 mortos.

Próximo das eleições gerais do dia 28, os dois atentados provocaram a condenação unânime do Governo afegão e da comunidade internacional.