EFEParis

Três pessoas morreram num atentado terrorista com arma branca numa igreja católica no centro de Nice, na Costa Azul francesa, anunciou o autarca da cidade, Christian Estrosi.

O presidente da câmara disse que o autor ficou gravemente ferido durante a sua detenção por parte da polícia municipal e que gritava constantemente "Alá é grande" quando era detido.

Estrosi salientou que um dos falecidos é o sacristão da igreja de Nossa Senhora de Nice, um templo neogótico localizado em pleno centro da cidade.

A outra vítima mortal é de uma mulher que alegadamente terá sido decapitada, disse o presidente da câmara à BFMTV.

O terceiro falecido, que conseguiu escapar e refugiar-se num bar próximo depois de ter sido gravemente ferido, morreu mais tarde.

A Procuradoria Antiterrorista abriu uma investigação por "assassinato com fins terroristas", entre outras acusações.

O presidente da câmara atribuiu o ataque ao "Islamofascismo" e disse ter falado com o presidente, Emmanuel Macron, que planeia viajar para o local nas próximas horas.

O incidente aconteceu às 09:00 (08:00 GMT) numa cidade que já foi palco em 2016 de um grave ataque islâmico que causou 86 mortes.

A polícia isolou imediatamente a área e o esquadrão anti-bombas deslocou-se para esse local, onde foram ouvidas várias explosões, que as autoridades locais atribuíram às suas operações.