EFESantiago

Milhares de pessoas participaram este sábado numa manifestação pelas ruas de uma região de Santiago, capital do Chile, para mostrar a sua posição contra a elaboração de uma nova Constituição e incentivar a opção de rejeição do processo constitucional no próximo refernedo marcado para o final de abril.

Aos gritos de "Rejeição, rejeição. Não queremos miséria. Não vamos ser a Cuba nem a Venezuela", chilenos reunidos no bairro de Las Condes, no leste da capital, mostraram o seu desacordo com a ideia da criação de uma nova Carta Magna.