EFEPequim

A China registou 35 novos casos da Covid-19 -todos vindos do exterior-, na quarta-feira, dia em que seis pessoas morreram no país, todas em Wuhan, origem do surto, segundo informações divulgadas esta quinta pelas autoridades locais.

De acordo com último relatório oficial da Comissão Nacional de Saúde, durante o dia surgiram 20 novos casos suspeitos, também importados, pois muitos chineses continuam a regressar ao país a partir de áreas afetadas, embora estrangeiros estejam proibidos de entrar na China.

Além disso, 170 pacientes tiveram alta após superar a doença e quase 1.900 pessoas que tiveram contato próximo com os infetados passaram para a fase de observação médica.

Existem ainda 1.863 casos ativos no país, 429 dos quais continuam em estado grave, e o número de casos suspeitos é de 153.

Foram detetados ontem 55 novos casos assintomáticos, menos de metade dos 130 relatados na última terça.

Embora as autoridades não tornem público o número acumulado de portadores que não apresentam sintomas, indicaram que 1.075 deles continuam sob observação médica, menos 292 do que na terça.

Os especialistas ainda não concordam com a capacidade de contágio que esses tipos de casos podem ter, mas a autoridade de saúde indicou que todos eles devem passar por uma quarentena de 14 dias num local designado.

Desde o início do surto foram confirmados 81.589 casos na China, 76.408 dos quais recuperaram da doença e 3.318 morreram.