EFEBruxelas

A cidade de Bruxelas vai obrigar os seus cidadãos a partir desta quarta-feira a usarem máscaras enquanto estiverem em lugares públicos ou sítios privados acessíveis ao público, com exceções para desportivas ou trabalhadores que estejam a realizar um esforço físico no exterior.

O escritório do ministro-presidente da capital belga, Rudi Vervoort, justifica esta medida, que será aplicada a todas as pessoas com mais de 12 anos, por se ter ultrapassado a média semanal de 50 novos contágios por cada 100.000 habitantes.

Cerca de 600 pessoas contagiaram-se diariamente na semana de 2 a 8 de agosto em todo o país, o que representa um aumento de 12% frente aos sete dias precedentes.

Até agora, o uso obrigatório de máscara na capital era apenas aplicado no centro histórico da cidade e em determinadas ruas concorridas ou zonas comerciais.

Ficam excluídas desta norma as pessoas a praticar desporto, a fazer um trabalho físico intenso na via pública ou que não possam usar máscara por deficiência. Neste último caso, a máscara pode ser substituída por uma viseira.

A polícia vai aumentar os seus controlos nas ruas para vigiar o cumprimento desta nova norma.