EFEWashington

Dois homens foram acusados de "ameaça terrorista" nos Estados Unidos, em incidentes separados, por tossir intencionalmente sobre outros e depois dizer que estavam infetados com a COVID-19, informaram as autoridades.

No domingo passado, um indivíduo identificado como George Falcone, de 59 anos, tossiu sobre uma funcionária do supermercado Wegmans em Manalapan, Nova Jérsei, e disse-lhe que tinha coronavírus, avançou hoje a imprensa local.

De acordo com a Procuradoria, a mulher disse que quando Falcone estava muito perto dela e de uma prateleira onde havia comida preparada para venda, lhe pediu para manter uma distância segura enquanto ela cobria as bandejas.

A reacção de Falcone foi aproximar-se, inclinar-se e tossir deliberadamente na sua direção, rindo-se e dizer que estava infetado com o coronavírus.

De acordo com a imprensa local, o indivíduo recusou-se durante 40 minutos a identificar-se aos seguranças da instalação e disse aos outros funcionários que "eles tiveram sorte porque ainda tinham empregos".

O suspeito enfrenta agora acusações de ameaça terrorista, obstrução e assédio, o primeiro dos quais pode levar a uma pena de três a cinco anos de prisão, e assédio, até seis meses.

Na passada sexta-feira, segundo as autoridades, um homem identificado como Daniel Tabussi, de 57 anos, aproximou-se de um idoso que usava máscara e luvas numa loja de alimentos perto de Carlisle, Pensilvânia.

A loja, como muitos outros supermercados em todo o país, adotou um horário especial ao início da manhã para que os maiores de 60 anos possam fazer compras, pois são um segmento da população em maior perigo relativamente ao vírus.

De acordo com o relatório da Polícia de North Middletown Township, Tabussi deliberadamente fez barulhos como se estivesse a tossir junto ao homem, atualmente a recuperar de uma pneumonia, gozou com ele por usar luvas e máscara e disse-lhe que estava infetado com coronavírus.

Tabussi também enfrenta acusações de ameaça terrorista, ameaça de agressão física, conduta desordeira e assédio.